Pular para o conteúdo principal

..Ah! o Amor..


Aos casados há muito tempo

aos que não casaram, aos que vão casar
aos que acabaram de casar
aos que pensam em se separar,
...aos que acabaram de se separar,
aos que pensam em voltar...
Por mais que o poder e o dinheiro tenham conquistado
uma ótima posição no ranking das virtudes,
o amor ainda lidera com folga.
Tudo o que todos querem é amar.
Encontrar alguém que faça bater forte o coração
e justifique loucuras.
Que nos faça entrar em transe, cair de quatro,
babar na gravata.
Que nos faça revirar os olhos, rir à toa,
cantarolar dentro de um ônibus lotado.
Tem algum médico aí???
Depois que acaba esta paixão retumbante,
sobra o que?
O amor.
Mas não o amor mistificado,
que muitos julgam ter o poder de fazer levitar.
O que sobra é o amor que todos conhecemos,
o sentimento que temos por mãe, pai, irmão, filho.
É tudo o mesmo amor.
Não existem vários tipos de amor,
assim como não existem três tipos de saudades,
quatro de ódio, seis espécies de inveja.
O amor é único, como qualquer sentimento,
seja ele destinado a familiares, ao cônjuge ou a Deus.
A diferença é que, como entre marido
e mulher não há laços de sangue,
a sedução tem que ser ininterrupta.
Por não haver nenhuma garantia de durabilidade,
qualquer alteração no tom de voz nos fragiliza,
e de cobrança em cobrança acabamos por sepultar
uma relação que poderia ser eterna.
Casaram. Te amo prá lá, te amo prá cá.
Lindo, mas insustentável.
O sucesso de um casamento
exige mais do que declarações românticas.
Entre duas pessoas que resolvem dividir o mesmo teto,
tem que haver muito mais do que amor,
e às vezes nem necessita de um amor tão intenso.
É preciso que haja, antes de mais nada, respeito.
Agressões zero. Disposição para ouvir argumentos alheios.
Alguma paciência... Amor, só, não basta.
Não pode haver competição. Nem comparações.
Tem que ter jogo de cintura para acatar regras
que não foram previamente combinadas.
Tem que haver bom humor para enfrentar imprevistos,
acessos de carência, infantilidades.
Tem que saber levar. Amar, só, é pouco.
Tem que haver inteligência.
Um cérebro programado para enfrentar tensões pré-menstruais,
rejeições, demissões inesperadas, contas pra pagar.
Tem que ter disciplina para educar filhos,
dar exemplo, não gritar. Tem que ter um bom psiquiatra.
Não adianta, apenas, amar.
Entre casais que se unem visando à longevidade do matrimônio
tem que haver um pouco de silêncio, amigos de infância,
vida própria, um tempo pra cada um. Tem que haver confiança.
Uma certa camaradagem, às vezes fingir que não viu,
fazer de conta que não escutou.
É preciso entender que união não significa,
necessariamente, fusão.
E que amar, 'solamente', não basta.
Entre homens e mulheres que acham que o amor é só poesia,
falta discernimento, pé no chão, racionalidade.
Tem que saber que o amor pode ser bom, pode durar para sempre,
mas que sozinho não dá conta do recado.
O amor é grande mas não é dois.
É preciso convocar uma turma de sentimentos
para amparar esse amor que carrega o ônus da onipotência.
O amor até pode nos bastar, mas ele próprio não se basta.
Um bom amor aos que já têm!
Um bom encontro aos que procuram!
E felicidades a todos nós.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A espera

Hoje parei para pensar em tudo que aconteceu.
Como você 'chegou' em nossas vidas e mudou tudo.
Desde o café da manhã até a hora de dormir, ou não.
A mudança na maneira de dirigir, no descer escadas e no andar pela casa.
Eu, que sempre tinha roxos espalhados pelo corpo...por conta das inúmeras  batidas e falsa sensação de saber meu tamanho, me vi prestando atenção em coisas que não tinham antes de você chegar.
Aliás, você chegou aqui dentro e aqui fora tudo mudou por sua causa.

O horário de almoço, a roupa escolhida para o dia, passou a ser baseada naquilo que faria bem a você.
Sei que pra você foi tudo natural mas, fígado filho? poxa...com tantas coisas gostosas aqui...você me fez comer fígado?rs
Pior é que gostei.

Quem disse que só eu vou te ensinar? Acredito que o professor nessa história será você.
Vejo a grandeza de Deus a cada ultrassom.
Aprendo sobre dependência e paciência a cada semana que completamos.
Percebo a perfeição de Deus a cada mexida, ou resposta do meu corp…

Culpa

Estive pensando nos últimos meses em como temos a necessidade de 'culpar' alguém ou alguma coisa, por nossa condição de vida- em todos os sentidos: emoções, finanças, casamento, ministério, sonhos...etc.

Começo por mim.
Durante esse tempo de gestação usei o cansaço, o marido, os hormônios e as pessoas, tentando encontrar o famoso culpado, de coisas que estavam acontecendo por minha causa e, não por fatores externos.
CALMA! Antes que pense, sei que a gestação tem seus momentos turbulentos, devido a enxurrada de hormônios que a mulher produz. É um misto de sentimentos, eu sei e já falamos sobre isso.
Como sempre compartilhei aqui, gosto de aprender com tudo que vivo e, não apenas me esconder atrás do 'normal' como a maioria diz.
O sono, as alterações de humor, o ciúme, a fome, o cansaço, o estresse, o nervosismo o silêncio e a preocupação, NÃO era culpa de ninguém, mas minha. TALVEZ, a palavra correta não seja 'culpa' mas 'responsabilidade' em lidar de o…

#DiárioDeGravidez - 2ª Trimestre

Ual o tempo passa muito rápido, não acham?

Bom minha gente... vamos lá!!

É uma fase muito intensa, cheia de novidades e sentimentos. Uma mistura de tudo e mais um pouco.

Pra mim, 2º Trimestre é o tempo em que a 'mãe' tem para respirar. Digo isso porque, fiquei muito mais agitada, ligada no 220 e disposta - coisa que faltava no primeiro e pelo visto falta no ultimo tbm rs,

Uma das emoções é o famoso 'US Morfológico', sinceramente não sou ansiosa, mas sou preocupada..muitooo! Então pra este exame fiquei apreensiva, porque nele vemos formações dos orgãos, ossos e o mais esperado: MENINO OU MENINA??

Lembro como se fosse hoje, acordamos e enquanto me vestia...Habinner disse: vou de azul, porque é um MENINO! Eu, para não deixar o time das meninas sem torcida, coloquei uma blusa rosa...rs. Engraçado que desde que engravidei ele sempre disse ser menino. Aliás, é importante dizer... desde que engravidei muitas pessoas começaram a palpitar... eu fui um tanto 'chata' com…