Estrangeiros



Oi minha gente!!!

Como estão?? Feliz Dezembro para nós!! O ano voou...e aqui estamos nós juntinhos mais uma vez.

Quero compartilhar com vocês algo que Deus tratou comigo a uns meses atrás... quando fui convidada para ministrar em um acampamento lá em Sorocaba.

"Agora vou para ti, mas digo estas coisas enquanto ainda estou no mundo, para que eles tenham a plenitude da minha alegria. Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, pois eles não são do mundo, como eu também não sou. Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno. Eles não são do mundo, como eu também não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade."
João 17:13-17

Durante algum tempo fiquei pensando sobre 'não ser do mundo' e o tema me fez buscar o significado  de ser estrangeiro e encontrei que: "é aquele proveniente de outro país ou o que é proveniente, característico de outra nação; que não pertence a uma região, classe ou meio, forasteiro; estranho", se você se incomodava por não se adequar a este mundo, alegre-se...pois você não é daqui.

Mas, o que nos faz 'não ser do mundo'? E de que mundo Jesus está falando? Em 1 João 5:18-20 diz: "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não está no pecado; aquele que nasceu de Deus o protege, e o Maligno não o atinge. Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno. Sabemos também que o Filho de Deus veio e nos deu entendimento, para que conheçamos aquele que é o Verdadeiro. E nós estamos naquele que é o Verdadeiro, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna."

O que nos faz 'não ser do mundo' é ser nascido de Deus e conhecer seu filho Jesus. Quando nascemos do Pai e cremos que Jesus se entregou por nós, nós passamos a ter uma vida que O agrade, não por força nem coerção...mas amor. Não somos do mundo, quando não tentamos no moldar ao padrão que ele nos dita, mas quando nos tornamos parecidos com Cristo e ansiamos por estar junto dEle.

O mundo que Jesus está falando é esse que 'está sob poder do maligno', onde impera a maldade, a violência, a discórdia...a tristeza e tantas outras coisas. Não estou dizendo que não sofremos, estou dizendo que este não é nosso lugar, não é nossa 'terra'....e por isso não podemos nos acomodar nela.

Acredito que o maior problema da juventude hoje seja querer 'ser igual a todos', sabe aquele desejo de ser parecido com amigos que achamos serem felizes, por terem tudo que querem, por irem a festas, shows, estarem sempre rodeados de amigos...e demonstrarem uma vida 'perfeita'?

Jesus disse que teríamos aflições, mas que deveríamos ter animo pois Ele já havia vencido o mundo. O que quer dizer? que mesmo sendo afrontado, mesmo passando por dificuldades ou problemas...ele já venceu por mim. Não preciso de uma vida perfeita ou calma, preciso apenas que Ele seja tudo em mim.

Algo que sempre me questiono é: Estou influenciando ou estou sendo influenciada? As pessoas querem o mesmo Deus que sirvo...ou não? Estou sendo mais uma na multidão ou estou andando na contramão do que o mundo vive? Sou mesmo estrangeira, ou já estou tão acostumada com as coisas aqui que não sou mais diferente?

Ser estrangeiro é nunca conseguir falar a mesma língua com tanta desenvoltura, ser estrangeiro é nunca se conformar com os acontecimentos, pois minha pátria é melhor. Ser estrangeiro é sempre lembrar de onde vim...e ter a esperança de que um dia voltarei para lá. Ser estrangeiro é ter a cidadania de outro lugar, neste caso...do CÉU.



Comentários

Postagens mais visitadas