Pular para o conteúdo principal

Desintoxicação Sentimental




Boa tarde, queridos e queridas!!! :)

Hoje quero compartilhar algumas experiências que tenho vivido. Sempre escrevo sobre personagens bíblico, histórias de pessoas próximas, e temas que considero importante. Para quem me conhece sabe que não gosto muito de falar de mim...mas preciso dividir meu aprendizado!

Estava fazendo uma retrospectiva do ano de 2013, você pode pensar..- Já Carol??? estamos em Outubro ainda. E eu te respondo: Sim!!! Já!..
As pessoas estão tão acostumadas a fazerem certas coisas, em dias determinados que engessam um pouco a vida. Quero dizer que não precisa presentear seu pai, sua mãe e as 'crianças', no dia em que o comércio determinou  que seria deles. Não precisa fazer uma surpresa, apenas no dia dos namorados, não precisamos tirar amigo secreto apenas no final do ano. Logo, não preciso fazer uma retrospectiva apenas em Dezembro.... (tudo isso para explicar pq eu pensei..rsrs).
Pensei sobre tudo que já aconteceu esse ano. TUDO. Abraços, perdas, saudades, viagens, amizades, amores...E comecei a pesar o quanto significaram em minha vida, quais acontecimentos me fizeram melhor ou pior.Até agora, o que deixei de ganhar??? Será que fui boa o suficiente? O que será que ensinei? O que deixei de aprender? Quanto as escolhas que fiz, foram todas 'bem' feitas??? 
Sou muito prática, muito objetiva...e isso as vezes me faz pensar apenas com a razão. Sempre existe um lado ruim, e uma lado bom de tudo. O lado bom da razão é estar sempre com os pés no chão, o que a faz tomar decisões mediante ao que é 'real'; o lado ruim é que a escolha que é feita nem sempre favorece os sentimentos, causando feridas que duram um bom tempo....e é dentro dessa área quero falar um pouquinho. 
Tinha uma grande ferida na área sentimental/emocional,- e não tenho vergonha de dizer, porque talvez você também tenha...e deseja ser curada (o).
Sei onde errei para chegar a este ponto,...somos bombardeados por sentimentos todos os dias, sejam eles bons ou ruins, certo??? Meu problema, era que sempre deixava os sentimentos ruins me atingirem, por algum motivo os sentimentos bons eram barrados. Talvez por decepções que vivi, talvez por mentiras, ou mesmo por exigir tanto que as pessoas fossem sinceras comigo, ou simplesmente por não acreditar nos sentimentos bons.
Até que cheguei a conclusão de que tudo isso não machucava só a mim, meu sofrimento refletia nas pessoas que me amam de verdade e isso doía. Não podia impedir que me amassem, não podia exigir que não cuidassem de mim, não conseguia dar-lhes motivos para me 'abandonarem'....nada do que fiz para não faze-los sofrer adiantou....A frase: 'se deseja que algo mude em sua vida, comece por você' começou a fazer sentido pra mim. 
Comecei um processo de 'desintoxicação sentimental', passei um tempo mais calada...um tempo pensando, e outro decidindo o que eu queria ser a partir daquele momento. Foi quando EU deixei que Deus tratasse as áreas e feridas que me machucavam, aquelas que passavam os dias e continuavam lá...permiti que Ele fizesse o que fosse preciso, e não o que eu desejava....
Por um momento, vi as 'casquinhas' de minhas feridas serem arrancadas, - e para quem já teve essa experiência sabe como dói. Neste momento porém, percebi que ao mesmo tempo que elas foram 'arrancadas' elas foram saradas, e se transformaram em cicatrizes, - essas podem ficar pelo resto da vida, afinal elas nos lembram como tudo aconteceu...e nos trás a memória quem as curou, além do mais não doem.
Posso dizer que nessas ultimas semanas, mais do que nunca experimentei a vontade de Deus, de forma transparente. Deus sempre me lembra que Ele vai a frente de tudo em minha vida e que não preciso me desesperar mesmo em meio a tormentas, me ensina que está presente mesmo quando não O chamo, está comigo mesmo quando não O vejo... Ele não apenas curou as cicatrizes, como também me deu uma nova vida, um novo fôlego....

Não foi fácil deixa-lO tratar as feridas. Me senti, como uma criança não deixa seus pais cuidarem dos machucados por medo da dor aumentar,  e mesmo temerosa sabia que a melhor forma da dor passar seria deixa-lO tocar. 
Foi uma escolha: Sentir dor por um momento, ou viver com ela para sempre.....

Agora sinto algo diferente. Me sinto livre, amada, cuidada....

“Está acontecendo uma coisa nova, podeis sentir?” Is 43:18 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A espera

Hoje parei para pensar em tudo que aconteceu.
Como você 'chegou' em nossas vidas e mudou tudo.
Desde o café da manhã até a hora de dormir, ou não.
A mudança na maneira de dirigir, no descer escadas e no andar pela casa.
Eu, que sempre tinha roxos espalhados pelo corpo...por conta das inúmeras  batidas e falsa sensação de saber meu tamanho, me vi prestando atenção em coisas que não tinham antes de você chegar.
Aliás, você chegou aqui dentro e aqui fora tudo mudou por sua causa.

O horário de almoço, a roupa escolhida para o dia, passou a ser baseada naquilo que faria bem a você.
Sei que pra você foi tudo natural mas, fígado filho? poxa...com tantas coisas gostosas aqui...você me fez comer fígado?rs
Pior é que gostei.

Quem disse que só eu vou te ensinar? Acredito que o professor nessa história será você.
Vejo a grandeza de Deus a cada ultrassom.
Aprendo sobre dependência e paciência a cada semana que completamos.
Percebo a perfeição de Deus a cada mexida, ou resposta do meu corp…

Culpa

Estive pensando nos últimos meses em como temos a necessidade de 'culpar' alguém ou alguma coisa, por nossa condição de vida- em todos os sentidos: emoções, finanças, casamento, ministério, sonhos...etc.

Começo por mim.
Durante esse tempo de gestação usei o cansaço, o marido, os hormônios e as pessoas, tentando encontrar o famoso culpado, de coisas que estavam acontecendo por minha causa e, não por fatores externos.
CALMA! Antes que pense, sei que a gestação tem seus momentos turbulentos, devido a enxurrada de hormônios que a mulher produz. É um misto de sentimentos, eu sei e já falamos sobre isso.
Como sempre compartilhei aqui, gosto de aprender com tudo que vivo e, não apenas me esconder atrás do 'normal' como a maioria diz.
O sono, as alterações de humor, o ciúme, a fome, o cansaço, o estresse, o nervosismo o silêncio e a preocupação, NÃO era culpa de ninguém, mas minha. TALVEZ, a palavra correta não seja 'culpa' mas 'responsabilidade' em lidar de o…

#DiárioDeGravidez - 2ª Trimestre

Ual o tempo passa muito rápido, não acham?

Bom minha gente... vamos lá!!

É uma fase muito intensa, cheia de novidades e sentimentos. Uma mistura de tudo e mais um pouco.

Pra mim, 2º Trimestre é o tempo em que a 'mãe' tem para respirar. Digo isso porque, fiquei muito mais agitada, ligada no 220 e disposta - coisa que faltava no primeiro e pelo visto falta no ultimo tbm rs,

Uma das emoções é o famoso 'US Morfológico', sinceramente não sou ansiosa, mas sou preocupada..muitooo! Então pra este exame fiquei apreensiva, porque nele vemos formações dos orgãos, ossos e o mais esperado: MENINO OU MENINA??

Lembro como se fosse hoje, acordamos e enquanto me vestia...Habinner disse: vou de azul, porque é um MENINO! Eu, para não deixar o time das meninas sem torcida, coloquei uma blusa rosa...rs. Engraçado que desde que engravidei ele sempre disse ser menino. Aliás, é importante dizer... desde que engravidei muitas pessoas começaram a palpitar... eu fui um tanto 'chata' com…